bipolar2

Transtorno Bipolar

O transtorno bipolar é o nome atual da antiga psicose

maníaco-depressiva.

 

SUAS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS SÃO:

ALTERNÂNCIAS DE HUMOR EXTREMAS ENTRE A EUFORIA E A DEPRESSÃO, QUE FOGEM DAS VARIAÇÕES EMOCIONAIS NORMAIS COTIDIANAS.

 

NA FASE DA MANIA OU EUFORIA

A disposição física fica aumentada. Há redução da necessidade de sono, podendo evoluir para a insônia;

Pode fazer compras desnecessárias, acima de sua possibilidade financeira;

Pode haver aumento de interesse sexual (libido);

Pode haver irritação ou tendência a brigas e não raro, ocorre aceleração do pensamento com distração fácil;

Há pessoas que abusam de álcool e outras drogas;

Em psiquiatria a euforia é denominada mania ou hipomania, de acordo com a maior ou menor duração e intensidade dos sintomas.

 

NA FASE DEPRESSIVA, A PESSOA PODE APRESENTAR:

Sentimento de culpa, baixa auto-estima;

Idéias de suicídio;

Tristeza, sensação de vazio;

Perda de interesse por atividades que antes gostava;

Desesperança, desamparo;

Alterações de sono (sono excessivo ou insônia);

Alterações de apetite (perda de apetite ou excesso de alimentação);

Dificuldade de concentração, dispersão;

Sensação de lentidão, ou inquietude;

Sensação de grande cansaço.

 

O QUE FAZER PARA MELHORAR?

É preciso admitir que está sofrendo de uma doença e precisa ser tratada. A aceitação precisa ser não só racional, como também emocional;

O tratamento precisa ser feito por médico, especialista em psiquiatria;

Mesmo depois de iniciar o tratamento médico, é importante persistir e não desanimar, pois o tratamento exige tempo e dedicação.

 

COMO ENFRENTAR O TRANSTORNO BIPOLAR? 

Depois de ajustar o medicamento, você poderá receber ajuda terapêutica, pois o tratamento deverá ser feito em paralelo:

MEDICAÇÃO + TERAPIAS NÃO FARMACOLÓGICAS

É preciso perseverar e acreditar na melhora.

Não abandone os medicamentos, pois poderá ter outra crise, mais forte que a anterior!

 

ALGUMAS DICAS PARA VIVER MELHOR, APESAR DO TRANSTORNO MENTAL

Busque uma atividade física, para manter bem equilibrada a sua energia;

Acredite em você. Apesar de sofrer com o transtorno bipolar, você é maior do que a doença e poderá superá-la!

Alimente-se bem, procurando obter nutrientes que mantenham a boa saúde;

Cultive a auto-estima. Você merece ficar bem. Perdoe-se por eventuais erros do passado;

Cultive uma atividade, quer seja através da arte, leitura, religião ou filosofia. Isso ajuda as pessoas a superarem dificuldades e encontrar novos talentos e valores;

 

AOS FAMILIARES DE PORTADORES DE TRANSTORNO BIPOLAR

Admita que você e seu familiar, precisam de socorro;

Procure ajuda inicialmente para você;

Procure ajuda especializada;

Com o tempo, você aprende uma forma diferente de auxiliá-lo;

Mesmo que seu familiar não queira auxilio, não desista!

A maior parte das dicas para o portador também serve para você;

Sobre o autor

Comentários

Deixe um comentário.

  1. Responder Walter Jorge Geraldi says

    Neste caso, estou me recordando dos “clientes”(podem ser chamados pacientes?) que passaram por minhas mãos na esfera do direito penal, enquanto advogado criminalista. Quantos problemas que a gente não sabe de onde vêm, e como lidar com as pessoas que sofrem de TB. Vejo agora, como a disciplina sobre Medicina Legal, ministrada na Faculdade de Direito é de suma importância, e que deve ser revista para abrir novos horizontes, principalmente na área dos distúrbios comportamentais. Obrigado por mais essa caro amigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *